Educação | 24/11/2023

Louveira amplia para 57,5% compra de produtos da agricultura familiar pelo PNAE para a Merenda Escolar

Isso representa praticamente o dobro do que é exigido por lei na execução do orçamento recebido para o Programa Nacional de Alimentação Escolar, com a compra de alimentos da agricultura familiar da cidade. Ainda, é bem superior ao que foi aplicado em 2021 (47%), que já era acima do mínimo de 30%

 

Os investimentos recordes da Prefeitura na rede municipal de ensino, em especial no aprimoramento da merenda escolar, resultaram na ampliação da compra de produtos da agricultura familiar. A atualização do PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar) dá conta de que Louveira ampliou em 57,5% a compra de itens adquiridos diretamente dos pequenos produtores. O resultado é praticamente o dobro do exigido por Lei, que é de 30% na execução do orçamento do PNAE.

A informação diz respeito à execução do orçamento em 2022, pois os dados de 2023 serão computados até março do próximo ano. De acordo com as informações da Secretaria de Educação e Secretaria de Desenvolvimento Econômico, do recurso de R$ 1.223.758,00 oriundos do FNDE (Fundação para o Desenvolvimento da Educação) para a merenda escolar, a Prefeitura utilizou R$ 703.298,61 para comprar diretamente da agricultura familiar, o que representa 57,50%, acima do exigido por lei (30%). O número também é superior ao utilizado em 2021 (47%), mas o resultado destes últimos 2 anos comprova o comprometimento da Prefeitura com o desenvolvimento da agricultura familiar e com a qualidade da alimentação dos alunos.

Com cardápio nutritivo e saboroso, a merenda é um dos diferenciais da Educação de Louveira, e a Prefeitura tem investido constantemente na qualidade e variedade de alimentos. Os alimentos frescos da agricultura familiar são verduras, legumes e frutas. Louveira conta hoje com uma estrutura de 1ª linha tanto na qualidade dos alimentos quanto na execução das refeições e no planejamento nutricional dos alunos de todas as fases. (SAIBA MAIS). 

Para as crianças dos berçários (bebês 06 meses a 1 ano e 11 meses), a Prefeitura ampliou neste ano os itens ofertados na merenda com ovo e mingau de aveia com frutas, que são alimentos saudáveis, que fazem parte da alimentação brasileira e que contribuem para melhorar ainda mais a qualidade da alimentação escolar. (SAIBA MAIS).