Educação | 08/11/2023

Prefeitura amplia merenda com novos alimentos para os bebês das creches municipais

​Em uma ação inovadora, a equipe nutricional incluiu ovos e mingau de aveia com frutas para as crianças dos berçários dos Centros de Convivência Infantil (Cecoin) e instituições vinculadas ao município

Em mais uma importante ação voltada à qualidade da alimentação das crianças atendidas pela rede municipal de ensino, a Prefeitura ampliou os itens ofertados na merenda para os bebês 06 meses a 1 ano e 11 meses dos berçários dos Centros de Convivência Infantil (Cecoin) e instituições vinculadas ao município. Para tanto, foram incluídos recentemente no cardápio dos berçários ovo e mingau de aveia com frutas, que são alimentos saudáveis, que fazem parte da alimentação brasileira e que contribuem para melhorar ainda mais a qualidade da alimentação escolar.

A alimentação nos berçários atende aos requisitos do PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar) e do Ministério da Saúde, levando em conta que tem papel especial nos primeiros anos de vida, decisivos para o crescimento, desenvolvimento, saúde e formação de hábitos alimentares. Com variedade e qualidade nutricional, a merenda em Louveira prioriza os alimentos frescos, in natura ou minimamente processados. Segundo as informações da Secretaria de Educação, o ovo e o mingau de aveia com frutas têm sido sucesso entre as crianças.

O cardápio dos berçários 1 (até 1 ano) é diferente do cardápio do berçário 2 (até 2 anos), pois a merenda acompanha as atualizações sobre a alimentação ideal para cada faixa etária. Por orientação do PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar), o açúcar não faz parte do cardápio dos berçários, considerando o “Guia Alimentar para Crianças Brasileiras Menores de 2 anos”.  O cardápio pode ser acessado pelos pais no site da Prefeitura. (CLIQUE AQUI)

A alimentação dos bebês inclui ainda papinha salgada e de fruta a partir dos 6 meses, mas também alimentação sólida para as crianças maiores, e, inclusive, alimentação específica para as crianças que têm algum tipo de restrição alimentar. A Prefeitura atende hoje 545 bebês em 7 unidade, duas municipais e outras cinco unidades terceirizadas, vinculadas à Prefeitura. A ampliação no número de vagas é um investimento da atual gestão na primeiríssima infância, que aumentou de 1 para 7 berçários nos últimos dois anos e meio.