Desenvolvimento Econômico | 14/12/2023

Com programas de apoio da Prefeitura, produtores iniciam colheita da Uva Niágara Rosada em Louveira

A safra começou há cerca de 20 dias e segue até janeiro; o trabalho dos agricultores conta com programas municipais de subsídios à produção, entre eles Promif, Cultivo Protegido e PSA; estrutural como a Usina de Suco, em construção; e apoio técnico por meio da Divisão de Agricultura

 

Os viticultores de Louveira vêm trabalhando em mais uma colheita da Uva Niágara Rosada, principal variedade de uva de mesa que caracteriza o cultivo da cidade e região. Iniciada há cerca de 20 dias, a safra é resultado do trabalho intenso dos produtores, mas também das sólidas políticas públicas de apoio à agricultura na cidade. Neste ano, além do Promif, principal Programa Municipal de Incentivo à Fruticultura, a Prefeitura implementou o Programa de Incentivo ao Cultivo Protegido, além do início da construção da Usina de Suco de Uva, que será mais um importante aliado aos agricultores.

A safra da uva em Louveira segue até janeiro e envolve 88 produtores numa área de 210 hectares. De acordo com a Divisão de Agricultura da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, a produção da Niágara Rosada em Louveira é de aproximadamente 4,2 mil toneladas por ano, sendo 3 mil toneladas na safra normal (entre novembro e janeiro) e 1,2 mil toneladas na segunda poda (entre abril e maio), podendo variar de ano a ano por fatores naturais.

Por meio de uma cartela de programas municipais de apoio estrutural e financeiro, os agricultores celebram a oportunidade de manter a tradição deste trabalho. Somente pelo Promif, 120 produtores de frutas são beneficiados com subsídios municipais - todos cadastrados são atendidos pelo programa.  Para o produtor Gilberto Lorenzon, os recursos do Promif são fundamentais para o cultivo. “A Prefeitura devolve ao produtor o investimento feito por hectare plantado e a gente pode utilizar o dinheiro tanto para investir no parreiral, na compra de máquinas, caixas, ou seja, naquilo que a gente precisar. A fruticultura exige um cuidado minucioso para que a lavoura tenha sucesso e por isso o Promif é um apoio muito significativo”, ressalta o Gilberto.  

O produtor Marco Antonio Gallo atribui ao Promif e ao apoio da Prefeitura a continuidade dos trabalhos. “Sem esse dinheiro fica muito difícil a gente continuar porque o custo é alto. Eu mesmo comprei as telas de proteção do parreiral para pagar em 8 anos, além e defensivos e tudo mais. Mas a Prefeitura oferece outras ajudas, como o apoio técnico do agrônomo, de maquinários que eles emprestam, do agrônomo que ajuda e orienta; então tudo isso ajuda muito”, disse o produtor Marco.

Com ação de fortalecimento da agricultura como desenvolvimento econômico da cidade, a Prefeitura ampliou as ações com a implantação do Programa de Incentivo ao Cultivo Protegido – voltado para aquisição de telas e outros equipamentos de proteção do parreiral contra pássaros e intempéries, como granizo, e deu início também à construção da Usina de Suco de Uva, que segue avançada e que será um local para armazenamento das uvas não comercializadas na safra para produção de suco, e também um local de visitação turística, ou seja, que une agricultura e turismo para o fomento da economia de Louveira.