Desenvolvimento Econômico | 22/05/2014

Com mais de 260 itens Exposição de Frutas registra recorde

Foto: Divulgação

A Exposição de Frutas Selecionadas foi um espetáculo a parte na 47ª Festa da Uva. De acordo com o chefe da Casa da Agricultura de Louveira, Luiz Alarcon, foram trazidos para exposição 268 itens, um novo recorde para a primeira semana do evento. Além da quantidade, o que chamou a atenção foi a qualidade das frutas expostas, em especial as Uvas e os Caquis. Esse fato reforça a teoria de que a época escolhida para realização da Festa da Uva de Louveira é muito adequada do ponto de vista agronômico, uma vez que coincide o pico da segunda safra da Uva Niagara com o final da safra do caqui na nossa Região.

De acordo com o diretor de Agricultura da Prefeitura de Louveira, Daniel Miqueletto, a evolução das técnicas de cultivo fizeram com que o pico das safras da uva na região mudassem dos meses de janeiro/fevereiro para os meses de dezembro, janeiro e maio. “No Circuito das Frutas temos colheita de Uva Niagara desde o final de novembro até o mês de julho, mas os grandes picos de produção ocorrem em dezembro e em maio. Diferente do que ocorria antigamente, o mês de fevereiro por exemplo, tem uma produção de uva quase inexpressiva aqui em Louveira”, conclui Miqueletto. 

Outro fato que chama a atenção é a doçura das uvas Niagara que nessa época de estiagem estão atingindo valores próximos a 20 graus Brix, número excepcional para essa variedade de uva que normalmente é comercializada num patamar de 15 graus Brix.

 

Premiações

 

A Chácara Guarani dos produtores Valter e Getulio Pagotti dominaram a classificação da uva desse primeiro final de semana levando para casa os principais prêmios. Inibaldo Pagotto e Irmãos, Moisés Pagotto e Família, Alexandre Pagotti e a APR Louveira também se destacaram.

Com relação ao Caqui Rama Forte, principal variedade produzida na região,  o 1º e o 2º Prêmios foram para o município de Itatiba, para o produtor João Paulo dos Santos Bergamin, seguido dos produtores Carlos De Marchi, Antônio e Wagner Stocco, Cooerativa NSV e Maurício Gallo.

Em relação ao Leilão de Frutas Premiadas os lotes foram vendidos numa faixa de R$60,00 até R$180,00 totalizando R$ 1.640,00, valor que será utilizado pela Coordenação Agrícola e pela APR para custear as despesas relacionadas principalmente à distribuição das uvas aos visitantes.