Saúde | 02/10/2014

Saúde prepara programa especial no mês do “Outubro Rosa”

No dia 18 de Outubro (Sábado), das 8h às 16h, a Secretaria de Saúde da Prefeitura de Louveira realizará o programa “Mulher que trabalha também se Cuida”, com coleta de Papanicolaou (Citologia Oncótica), auto-exame das mamas e agendamento de mamografias nas seguintes Unidades de Saúde: Unidade de Saúde Dra Lucilene Mosca Mellin (CS III); Unidade de Saúde Antonio Carlos dos Santos (PAS); Unidade de Saúde Gilberto Ajjar (Monterrey); e Unidade de Saúde do Burch.

Esse evento fará parte das comemorações do movimento mundial de mobilização de prevenção do câncer de mama e câncer de colo uterino nas mulheres, especialmente no próximo mês, o chamado “Outubro Rosa”. “Nosso objetivo sempre é prevenir todos os tipos de doenças e estamos aqui para orientar à população da melhor forma possível”, declarou a secretária da Saúde, Pâmela Mango.

O movimento, que se inicia sempre na primeira semana do mês de Outubro, tem como objetivo fazer campanha de conscientização da doença e ilumina os principais prédios e monumentos no mundo, e é promovido pela Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama (Femama).

“Outubro Rosa”

O movimento popular internacionalmente conhecido como Outubro Rosa é comemorado em todo o mundo. Iniciou-se nos Estados Unidos, em 1997 e, posteriormente, com a aprovação do Congresso Americano, o mês de Outubro tornou-se o mês nacional (americano) de prevenção do câncer de mama.

Em outubro de 2009, se multiplicaram as ações relativas ao Outubro Rosa em todas as partes do Brasil e, em 2010, o governo brasileiro, por meio do INCA (que integra a Secretaria de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde), passou a fazer parte da mobilização. Nos últimos anos, o Instituto realizou eventos sobre câncer de mama com a participação da sociedade civil, além de produzir e distribuir materiais informativos com recomendações para a população e profissionais de saúde.

Câncer de Mama

O câncer de mama é uma doença grave, mas que pode ser curada. Quanto mais cedo ele for detectado, mais fácil será curá-lo. Se no momento do diagnóstico o tumor tiver menos de 1 centímetro (estágio inicial), as chances de cura chegam a 95%, segundo a Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama – Femama. Quanto maior o tumor, menor a probabilidade de vencer a doença. A detecção precoce é, portanto, uma estratégia fundamental na luta contra o câncer de mama.

Se o diagnóstico precoce é a melhor estratégia, a principal arma para sair vitoriosa dessa luta é a mamografia, realizada uma vez por ano em todas as mulheres com 40 anos ou mais. É a partir dessa idade que o risco da doença começa a aumentar significativamente.

A mamografia é o único exame diagnóstico capaz de detectar o câncer de mama quando ele ainda tem menos de 1 centímetro. Com esse tamanho, o nódulo ainda não pode ser palpado. Mas é com esse tamanho que ele pode ser curado em até 95% dos casos.