Geral | 09/10/2023

Prefeitura trabalha com força-tarefa desde o início da noite de domingo por conta das fortes chuvas

Em uma ação coordenada entre Defesa Civil e Secretaria de Serviços Públicos, com demais secretarias municipais, incluindo Desenvolvimento Econômico, Gestão Ambiental e Fundo Social, a Prefeitura atendeu prontamente as ocorrências causadas pela chuva fortes ventos deste domingo (08); Monterrey, Arataba III, Engenho Seco e Luiz Gonzaga foram regiões mais afetadas por quedas de árvores; não houve vítimas e não foram registrados pontos de alagamentos ou inundação

A Prefeitura, por meio das secretarias municipais, tem atuado em uma força-tarefa para atender as demandas causadas pelas fortes chuvas deste final de semana. Foram registradas cerca de 30 árvores caídas por toda a cidade, mas as regiões mais afetadas foram o Monterrey e Arataba. Apesar da forte precipitação e ventos fortes, não houve vítimas. Também não foram registrados pontos de alagamentos ou inundação.

A Prefeitura atuou prontamente no momento das chuvas acompanhando as famílias em situação de risco e realizando a desobstrução das ruas onde houve queda de árvores. O Prefeito Estanislau Steck acompanhou pessoalmente o trabalho da Defesa Civil e Secretaria de Serviços Públicos desde a noite de domingo (08).

O vento neste domingo (08) atingiu velocidades de 56km/h, segundo registro da estação meteorológica do Centro, mas há possibilidade de maiores velocidades terem sido atingidas no Monterrey, onde foram registradas quedas de árvores. Também foram notificadas quedas nos bairros de Arataba III, Engenho Seco e Luiz Gonzaga. Em Arabata III, dois imóveis sofreram danos.

As ações seguem nesta segunda-feira de forma coordenada entre a Defesa Civil, vinculada à Secretaria de Segurança, Secretaria de Serviços Públicos, o Fundo Social de Solidariedade, para atender as famílias que necessitam de apoio, e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, na divisão de Agricultura, já que algumas propriedades rurais também foram prejudicadas, especialmente no Monterrey. De acordo com a Defesa Civil, neste início de outubro já choveu em Louveira 184,2mm - 37% a mais que os 115,9mm esperados para todo o mês.

A prontidão nos atendimentos à população está em sintonia com o programa “Municípios Resilientes”, que reconheceu em Louveira a implantação das medidas para contornar situações de risco no sentido de proteção ao cidadão por meio das operações da Defesa Civil. (SAIBA MAIS) 

De acordo com o Sistema Integrado de Defesa Civil (SIDEC), do Governo do Estado de São Paulo, choveu em Louveira nas últimas 24h choveu 19.9mm. O acumulado das últimas 72h é de 41.1mm, 39.9mm a menos que os 80mm esperados para o mesmo período na cidade. Esses registros colocam Louveira em estado de observação pelo SIDEC.

 

Agricultura

A chuva e os fortes ventos prejudicaram alguns produtores rurais. No Monterrey, 8 propriedades foram afetadas pelo granizo, com grande parte das estufas destruídas. Nesta segunda (09) e terça-feira (10), a equipe de técnicos da Divisão de Agricultura, juntamente com o agrônomo da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, percorre as propriedades atingidas para realizar uma ação específica em apoio aos agricultores.

Neste sentido, está sendo elaborado pelo agrônomo um laudo técnico para que os produtores possam dar entrada no pedido de ressarcimento por parte do seguro. O agrônomo deve acompanhar todo o processo, inclusive junto aos auditores das seguradoras.

Em uma ação específica para recuperação das uvas, a Divisão de Agricultura da Prefeitura lançou instruções de formulações químicas que possam ser utilizadas pelos agricultores para amenizar o impacto da chuva. Além de a equipe técnica estar à campo, as instruções foram encaminhadas para todos os produtores atendidos pelo PROMIF (Programa Municipal de Incentivo a Fruticultura).

 

Segurança

Por questão de segurança da população, a Defesa Civil alerta sobre as orientações a seguir para garantir a segurança durante o período de chuva intensa:

 

- Evitar tráfegos em pistas inundadas e alagadas: pare imediatamente o carro se a chuva estiver muito forte e não atravesse enxurradas;

- Mantenha distância de cabos elétricos molhados ou arrebentados, não fique em áreas abertas ou em alto de morros e topos de prédios;

- Não se aproxime de cercas de arame, varais metálicos, linhas aéreas e trilhos;

- Não se abrigue debaixo de árvores e evite lugares que ofereçam pouca proteção ou nenhuma contra raios;

- Não estacione próximo a árvores ou linhas de energia elétrica;

- Não use telefone com fio;

- Não fique próximo a tomadas, canos, janelas e portas metálicas.