Água e Esgoto | 13/09/2023

Prefeitura inicia etapa final da obra de setorização da rede de água na região central

Nesta fase final, está sendo realizada as novas ligações domiciliares na região, e quando o trabalho estiver concluído, 100% da cidade estará setorizada

Com o objetivo de diminuir os vazamentos, rompimentos de tubulações, falta de água e para facilitar o controle e gerenciamento operacional, a Prefeitura de Louveira, por meio da Secretaria de Água e Esgoto, inicia a etapa final da obra de setorização do Sistema de Abastecimento de Água do Reservatório Bandeirantes, que abastece a região central da cidade. Nesta nova fase, estão sendo realizadas as novas ligações domiciliares na região, e quando o trabalho estiver concluído, 100% da cidade estará setorizada.

“Essa obra tem o objetivo de otimizar a gestão da rede de abastecimento, facilitando para manutenções e fazendo com que os moradores tenham menos problemas com falta de água e vazamentos. Este trabalho, somados com as obras de novas redes coletoras de esgoto, com o serviço de inspeção realizado com o robô motorizado que vai nas tubulações, e com sistema de monitoramento, Louveira conta com uma rede eficaz e com alta velocidade de resposta na solução de problemas. Hoje, a Estação de Tratamento de Água (ETA) atende 100% da população, sendo 95% por meio da rede de água e o restante pelo serviço de caminhão-pipa. Através da tecnologia e da modernização, vamos conseguir aprimorar ainda mais esses serviços em Louveira”, disse o prefeito de Louveira, Estanislau Steck.

A setorização divide a distribuição de água em setores menores, facilitando o gerenciamento e o controle operacional do sistema de distribuição de água potável. Isso permite um controle maior da pressão da água e, consequentemente, reduz a quantidade de rompimentos de tubulações e vazamentos.

A setorização também permite que, em caso de necessidade de manutenção, apenas uma pequena região fique temporariamente sem água, em vez de toda a rede.

A ligação das residências na nova rede devido a obra de setorização está sendo feita de forma automática pela Secretaria de Água e Esgoto, não havendo a necessidade do morador solicitar.

“A perda na distribuição de água vem crescendo no Brasil, nos últimos anos, e Louveira está na contramão, felizmente, por conta desses e de outros  investimentos realizados na cidade. Para se ter noção, segundo o Instituto Trata Brasil, na Região Sudeste a média de perda é de 38%, em Louveira, o índice é de 31% e vem caindo ano a ano. Todos os investimentos em redução de perdas geram a garantia na qualidade e quantidade de água que chega nas casas. Além disso, é um fator importante para o controle do valor das tarifas, pois quanto menos água se desperdiça, mais barata é a conta. É importante também a população economizar água e denunciar os desperdícios, pois, em Louveira, cada gota importa”, disse o secretário de Água e Esgoto, Mateus Bento Batista Arantes.