Gestão Ambiental | 24/11/2023

Prefeitura de Louveira apresenta Plano Municipal de Arborização Urbana

A arborização urbana é toda a vegetação existente na zona urbana da cidade, como as árvores nas calçadas, praças e jardins

Com o objetivo de promover a conscientização ambiental e em celebração ao Dia do Rio Capivari e a instituição do Programa Tabarana, a Prefeitura de Louveira, por meio da Secretaria de Gestão Ambiental, realizou na manhã desta sexta, dia 24, a apresentação do Plano Municipal de Arborização Urbana na Escola Estadual Pedro Yoshichika Irie. O Plano foi elaborado com apoio do Professor Doutor Demóstenes Ferreira da Silva Filho, estando alinhado também com as diversas ações da Prefeitura em proteção à natureza (veja mais abaixo). A apresentação foi realizada pelo professor, contando com a presença do prefeito, Estanislau Steck; vice-prefeito e superintendente da FumHab, Ricardo Barbosa; secretária de Gestão Ambiental, Rose Celidonio; secretário de Projetos e Programas, Cleiton Sampaio; secretária de Assistência Social, Ana Melin; diretora da Vigilância representando a Secretaria de Saúde, Erica Pin; professores, diretoria e alunos da Escola; instituições da área ambiental e os vereadores Helinho, Fábio Borriero e Marquinhos Deca.

“Nesta data, 24 de novembro, é o Dia do Rio Capivari, que é um importante manancial que passa pela nossa cidade. O Plano de Arborização Urbana soma com as ações que realizamos para preservar e despoluir este rio, bem como toda a natureza de Louveira, como por exemplo o plantio de novas árvores, programas de incentivos para o produtor rural preservar vegetação nativa, ações em parcerias com empresas da cidade, 100% em tratamento de esgoto, coleta de resíduos sólidos e ações de conscientização para crianças nas escolas e adultos”, disse o prefeito de Louveira, Estanislau Steck. 

A arborização urbana é toda a vegetação existente na zona urbana da cidade, como as árvores nas calçadas, praças e jardins. A existência delas traz uma série de benefícios para o bem-estar e saúde da população e da fauna, como conforto térmico, tornando a temperatura mais confortável, na absorção sonora, diminuindo a reverberação de ruídos da cidade, promove a evaporação de água da chuva, evita erosão do solo, além de ser ótimo para os animais silvestres, que podem utilizar as árvores como casa e fonte de alimento. 

O Plano Municipal de Arborização Urbana é um documento estratégico fundamental para o planejamento e gestão adequada dos espaços públicos, com a promoção da revegetação por meio do plantio de árvores nativas e adequação das calçadas com espaços permeáveis.

Com base nos dados levantados, o Plano Municipal de Arborização Urbana de Louveira prevê o plantio de 2733 novas árvores no perímetro urbano, principalmente na região do bairro Santo Antônio e Centro. O Plano leva em consideração os tamanhos de árvores, copas, posicionamento na calçada, posição referente a iluminação pública, espécies mais adequadas para cada lugar, solo adequado para as raízes, critérios de segurança, os locais da cidade que mais necessitam de árvores, entre outros. Todo o trabalho foi feito com o apoio do Professor Doutor Demóstenes Ferreira da Silva Filho com sua equipe, sendo realizado levantamento de inventário das árvores na cidade, análises com imagens de satélite e elaboração de gráficos para diagnóstico das necessidades.

“Este evento de hoje tem um significado muito importante para as políticas públicas ambientais de Louveira. Este é um dos meios para alcançar os resultados que pretendemos com arborização urbana, sendo principalmente o conforto humano, de modo a proporcionar qualidade de vida para a população, isto é, o desenvolvimento urbano e o meio ambiente andando lado a lado”, disse a secretária de Gestão Ambiental, Rose Celidonio.

“O Plano de Arborização Urbana de Louveira é mais um ganho para todos os moradores, que soma também com o grande trabalho de Coleta Seletiva realizado na cidade, recolhendo mais de 300 toneladas de resíduos sólidos todos os meses, incluindo também os materiais do Cata-Treco. Isso mostra que a cidade cuida do meio ambiente, se preocupa com a qualidade de vida dos moradores e tem uma boa gestão da parte final, no qual esses resíduos e materiais são destinados para a reciclagem e destinação ambientalmente correta”, disse o consultor da Cooperativa de Reciclagem Recomeço, Luciano Chicalhone.

“Nós da escola tivemos o prazer de receber todo o público presente para o lançamento do Plano Municipal de Arborização Urbana de Louveira, que vai proporcionar benefícios para toda a população da cidade. A escola tem o privilégio de estar localizada ao lado do Rio Capivari e de ter uma espécie da árvore Louveira plantada aqui, então receber este evento foi uma honra para todos nós. Além disso, os alunos puderam conferir como funciona um Plano de Arborização e qual a importância desta ação, colaborando diretamente para o ensino e a conscientização ambiental“, disse a diretora da Escola Estadual Pedro Yoshichika Irie, Deruchete Anjos Santana.

Após a apresentação, em um ato simbólico em celebração à data, todos os participantes foram convidados para irem à margem do Rio Capivari ao lado da Escola e realizar um abraço coletivo.

Nos últimos anos a Prefeitura de Louveira vem realizando ações que promovem a conscientização e o cuidado com o meio ambiente, como a inauguração do Centro de Educação Ambiental Tabarana, que em conjunto com a Educação, promove diversas atividades e conteúdos sobre a natureza para as crianças da Rede Pública de Ensino, além de ações para a população e em parcerias com empresas, como caminhadas ecológicas e plantio de mudas de árvores. Além disso, Louveira realiza diversas ações e programas alinhados com o Programa Município Verde-Azul do Governo do Estado, que considera a sustentabilidade, estrutura e educação ambiental, conselho ambiental, biodiversidade, gestão das águas, qualidade do ar, uso do solo, arborização urbana, esgoto tratado e resíduos sólidos da cidade.

Complementarmente, o Plano Municipal de Arborização Urbana está alinhado com o Programa Tabarana, criado com o objetivo de despoluir o Rio Capivari, um dos principais mananciais de Louveira, e melhorar a qualidade ambiental da região e proporcionar o retorno do peixe Tabarana, que desapareceu devido à poluição.