Fumhab - Habitação | 16/05/2013

Prefeito se encontra com Secretário Estadual de Habitação e discute construção de moradias populares

Foto: Divulgação / PML

 

O prefeito de Louveira, Junior Finamore, e o superintendente da Fundação Municipal de Habitação (Fumhab), professor Zé Batista, participaram na manhã desta sexta-feira (10 de maio) de uma reunião com o secretário estadual de Habitação, Silvio Torres, no Instituto Agronômico de Campinas (IAC). O encontro serviu para discutir a regularização de moradias e a possibilidade de construção de novas unidades habitacionais populares por meio do CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano) – empresa do Governo Estadual vinculada à Secretaria de Habitação.

Na reunião, o prefeito afirmou que “é preciso efetuar uma política habitacional com agilidade e eficiência em função do crescimento populacional acelerado registrado em Louveira nos últimos anos, o que pode ocasionar no surgimento de moradias em áreas de risco”. Ele disse ainda que “com o direcionamento de recursos públicos de todas as esferas de poder, é possível construir moradias de interesse social visando a diminuição do déficit habitacional” e que a prioridade da Prefeitura é atender as famílias de baixa renda que residem a maior tempo na cidade. 

Segundo informações do superintendente da Fumhab, o órgão já possui um terreno com aproximadamente 30 mil m² de área disponível para a construção de unidades habitacionais, com infraestrutura para receber luz elétrica, água e esgoto. José Batista alertou ainda sobre a necessidade de levantar o real déficit habitacional no município e diagnosticar a demanda por moradias. Por isso, a Prefeitura pretende nos próximos meses realizar um cadastramento dos moradores da cidade sem residência própria e com baixa renda familiar para “dar base aos futuros projetos  de moradias populares e promover maior desenvolvimento social”, afirmou o superintendente.

Durante todo o mês de maio, o secretário Estadual de Habitação cumpre agenda de reuniões com representantes dos municípios paulistas, com o propósito de aprofundar parcerias entre o Governo Estadual e as cidades. Segundo Sílvio Torres, o principal foco do Governo na área habitacional é eliminar a quantidade de moradias em áreas de risco, um problema que atinge cerca de 40% das cidades do Estado. Para cumprir este objetivo, o secretário apresentou aos representantes das cidades os programas de construção de casas via CDHU, orientou os gestores quanto às ações necessárias para aprovação dos projetos habitacionais e explicou o funcionamento do programa Cidade Legal, com foco na regularização de parcelamentos do solo e de núcleos habitacionais públicos ou privados.