Alterar tamanho do texto
Mudar tamanho
Mudar contraste da página
Alterar Contraste

Saúde | 09/11/2022

MEDICAMENTOS - Com 98% de medicamentos disponíveis à população, Prefeitura apresenta 23% a mais de atendimentos mensal

Programa Remédio em Casa é uma das novidades implantadas na gestão do prefeito Estanislau Steck que traz mais qualidade e rapidez à população na entrega de medicamentos

A Prefeitura de Louveira, por meio da Secretaria de Saúde, registra neste ano 23% a mais, na média mensal, de atendimentos à população na entrega de medicamentos por meio das farmácias municipais e do programa Remédio em Casa, comparado ao ano de 2021. Em 2021, a média de receitas atendidas por mês foi de 12.250, enquanto neste ano, de janeiro a setembro, a média é superior a 15 mil receitas atendidas mensalmente. O programa Remédio em Casa, implantado na gestão do prefeito Estanislau Steck, foi um fator contribuinte para ampliação no número de atendimentos, que tem recebido elogios da população, por conta da rapidez e qualidade no processo de entrega em casa. 

"Investir em Saúde é prioridade. E trata-se de ações, investimentos e não discurso. Por isto, temos trabalhado, dia a dia, para ampliar ainda mais as conquistas na Saúde para a nossa população, como o programa Remédio em Casa, um ganho inédito para o louveirense e que, felizmente, tem sido muito elogiado. Ainda, mesmo em época de dificuldades por conta dos insumos na produção dos medicamentos, por parte dos laboratórios, e ainda com um aumento no atendimento da demanda, temos conseguido atender a todos e com um índice de estoque próximo a 100%, o que é um resultado do trabalho de Planejamento e foco total no bem-estar da nossa população", afirmou o prefeito Estanislau Steck.

O Remédio em Casa é um serviço iniciado em março de 2022 que surgiu com o objetivo de facilitar o acesso aos medicamentos e estimular continuidade de tratamentos médicos. O programa realiza entrega em domicílio dos medicamentos disponíveis nas farmácias municipais da cidade, sempre de acordo com a prescrição médica. Caso a receita esteja vencida, o medicamento não poderá ser entregue.
 
Inicialmente, apenas pacientes acamados ou a partir de 65 anos de idade poderiam solicitar medicamentos de uso contínuo, porém, o programa foi ampliado e munícipes de todas as idades podem solicitar não apenas medicamentos de uso contínuo, como também outras classes de medicamentos como analgésicos e anti-inflamatórios. 

Por questões legais, os remédios de uso controlado (estabelecidos pela portaria nº 344 do Ministério da Saúde), imunossupressores e insulina não podem ser entregues nas residências. Nestes casos, a retirada deverá ser feita nas farmácias. Os medicamentos de alto custo, que são fornecidos pelo Estado, também não estão disponíveis no serviço de entrega. 

Hoje, Louveira está com 98,2% do estoque de medicamentos disponível. São 156 tipos de remédio à disposição e apenas três faltantes, por conta de atrasos na entrega por parte dos laboratórios, em razão da falta de insumos e matérias primas. Os medicamentos em falta são Amoxicilina 250mg/5ml, Estriol e Ibuprofeno 100mg/ml. 

"O nosso índice em estoque é um dos maiores da série histórica da Saúde de Louveira mas trabalhamos para alcançar 100% em estoque. Os prazos de entrega contratuais não estão sendo cumpridos pelas empresas distribuidoras e laboratórios fabricantes. Os fornecedores estão solicitando a prorrogação do prazo gerando falta de previsibilidade do restabelecimento dos estoques, mas a Secretaria de Saúde está trabalhando de todas as formas possíveis para solucionar a questão e garantir acesso aos medicamentos", afirma a secretária de Saúde, Márcia Bevilacqua. 

As solicitações de entrega de medicamentos podem ser feitas via whatsapp. Para realizar o pedido, basta entrar em contato pelo número (19) 99465-3804 e ter em mãos o Cartão Cidadão ou RG e foto nítida do receituário médico. 

Quem preferir, ainda pode fazer a solicitação pelo APP CC-Louveira (disponível para iOS e Android). Na tela inicial, basta clicar em "Solicitações", "Nova Solicitação", "Remédio em Casa" e inserir o número do Cartão Cidadão do beneficiado. Será preciso tirar foto da receita médica para anexá-la ao pedido.