Governo | 10/11/2021

COM LOUVEIRA - Assembleia Legislativa paulista aprova criação da Região Metropolitana de Jundiaí

Sete municípios possuem hoje cerca de 810 mil habitantes e terão mais força ao buscar soluções para demandas em comum, que passam a ser tratadas de forma coletiva

A Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) aprovou, na sessão da última terça-feira (9), projeto do Governo do Estado que cria a Região Metropolitana de Jundiaí. A nova região metropolitana é composta por sete municípios, que atualmente integram o Aglomerado Urbano de Jundiaí. São eles: Louveira, Jundiaí, Cabreúva, Campo Limpo Paulista, Itupeva, Jarinu e Várzea Paulista. Ao todo, cerca de 810 mil habitantes vivem nestas cidades.

O projeto do governo chegou à Alesp no dia 14 de outubro e, por tramitar em regime de urgência, passou por apenas três dias de pauta. O texto legislativo segue agora para sanção do governador João Doria.

A criação da Região Metropolitana de Jundiaí integra um macroprojeto da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional e tem como objetivos facilitar o planejamento regional para o desenvolvimento socioeconômico e a melhoria da qualidade de vida da população, segundo o projeto.

Com a Região Metropolitana, as cidades do bloco terão mais força para buscar a solução de demandas em comum, que passam a ser tratadas de forma coletiva. Com isso, a expectativa é de que a busca de investimentos seja facilitada.

Além disso, com a estrutura metropolitana, o Governo do Estado espera facilitar a cooperação entre diferentes níveis de governo com a descentralização, articulação e integração de seus órgãos e entidades da administração direta e indireta na região. O objetivo é otimizar o aproveitamento dos recursos públicos e reduzir as desigualdades regionais.

A Região Metropolitana de Jundiaí terá um Conselho de Desenvolvimento que vai coordenar as demandas comuns locais e do Estado em áreas como planejamento e uso do solo; transporte e sistema viário regional; habitação; saneamento ambiental; meio ambiente; desenvolvimento econômico; atendimento social; esportes e lazer e turismo.

A região

A indústria é a principal atividade econômica da região, que também se destaca no setor de logística de distribuição, devido a sua localização, que permite fácil acesso às rodovias Anhanguera, Bandeirantes e Dom Pedro 1°, aos principais aeroportos do Estado e ao Porto de Santos.

As regiões metropolitanas do Estado de São Paulo:

Grande São Paulo

Campinas

Ribeirão Preto

Baixada Santista

Sorocaba

Vale do Paraíba e Litoral Norte

Piracicaba

São José do Rio Preto