Gestão Ambiental | 26/01/2023

Com base científica, planejamento e monitoramento, Louveira finaliza primeira fase do inventário da arborização urbana da cidade

Ação tem objetivo de estabelecer um cenário real e atualizado da arborização urbana, num estudo inédito em Louveira; foi realizado o inventário de 2.000 árvores na região central de Louveira, com a possibilidade de plantio de outras 500

A Prefeitura de Louveira, por meio da Secretaria de Gestão Ambiental, finaliza a primeira fase do inventário da arborização urbana da cidade. Foi realizado o inventário de 2.000 árvores na região central de Louveira, com a possibilidade de plantio de outras 500, aproximadamente. A ação faz parte da proposta de governo do prefeito, Estanislau Steck, sendo um dos objetivos garantir a manutenção correta da gestão ambiental, proporcionando bem-estar para os moradores e futuras gerações.

“Atingindo os resultados da arborização urbana, alcançamos melhorias no conforto térmico, na absorção sonora e evaporação de água, além de ser ótimo também aos animais silvestres”, disse o prefeito Estanislau Steck.

O objetivo do inventário da arborização urbana é elaborar políticas públicas, fazer a gestão das árvores nas calçadas do município e dimensionar o patrimônio arbóreo da cidade. Com a primeira fase concluída, o  próximo passo é realizar um plano de arborização para o local, avaliando as condições da caçada e se é possível realizar o plantio.

"Existem árvores muito antigas e que foram plantadas sem planejamento e sem conhecimento técnico e a consequência são calçadas estouradas, muros trincados, canos entupidos e entre outros transtornos. Além disso, como pudemos ver no final de dezembro e começo de janeiro, as fortes chuvas e ventanias podem derrubar árvores que estão inadequadas. Com o planejamento vamos resolver tudo isso além de melhorar todas as questões que o prefeito citou”, explica a secretária de Gestão Ambiental, Rose Celidonio.

A Secretaria de Gestão Ambiental está estudando o investimento em um destocador, um equipamento utilizado para agilizar o replantio de árvores que não são adequadas para o local e tipo de calçada. Outro processo em andamento, é a avaliação de uma possível revisão no Plano Municipal de Arborização Urbana.

O plantio da árvore adequada para o tipo de calçada e espaço em volta, é um fator que, além de questões ambientais, também envolve a segurança. A árvore inadequada tem mais chances de cair durante um temporal, colocando em risco vidas humanas e danos materiais.

Cuidado

A Secretaria de Gestão Ambiental e a Defesa Civil alertam a população para alguns cuidados em tempos de chuva forte e ventania: 
Evitar estacionar o carro próximo de árvores 

- Buscar abrigo longe de vegetação
- Não se abrigar debaixo de árvores
- Não ficar em áreas abertas
- Mantenha distância de árvores que caíram e arrebentaram a fiação elétrica